Possivelmente, o melhor que produzi até hoje

01/09/2010
Elisabete Santana

Praticamente, não vi agosto passar - ou vi da forma como gostaria que fosse cada dia de minha vida. Foi uma maratona que me fez não sair do home office e da frente do lap. Cheguei a sonhar que havia se formado um calo no bumbum, banda esquerda... Tive gripe, crise de ciático e uma gloriosa cólica menstrual - trabalhei de pijama, embrulhada em manta, com lareira gratamente acesa naqueles dias seguidos de frio insuportável.

Algumas garrafas de whisky e vinho me fizeram companhia nas madrugadas, mas quem realmente me acompanhou foram Douglas - meu amado parceiro de todas as horas - e Vany Laubé [@mosaicosocial], minha mais recente amiga de infância e parceira profissional indiscutível e incansável, que zelou por todos os prazos que lhe 'impus' com irreparável competência.

Tudo acabou ontem, com a entrega de um boneco com mais de 400 páginas. O início da produção de um livro-documento do Comitê Paulista para a Década da Cultura de Paz que será publicado pela UNESCO Brasil, com lançamento previsto para 9 de novembro, no MASP.

Nada como ficar um tempo no mundo das ideias, dos conceitos, das propostas e ações que podem nos dar o rumo da construção de uma humanidade humana. Sim, porque precisamos aprender nossa humanidade, que não se dá apenas por sermos homo sapiens sapiens demens ludens, e mais umas 30 espécies que nos caracterizam até agora, como diz Morin.

Passeei pela atualidade do pensamento gandhiano, Filosofia, Direitos Humanos, Complexidade, Redes, Neurociência, Povos Indígenas, pela dura realidade da África e suas perspectivas em busca de paz, reflexões sobre consumo, crianças e mídia, e a novíssima entre aspas Justiça Restaurativa, que oferece possibilidades nunca d'antes navegadas para rompermos a insanidade secular da justiça retributiva.

Gashô. À Lia Diskin, coordenadora do projeto e da Associação Palas Athena, pela confiança e amorosidade. E a todos os seres que me permitiram estar à altura desta esplendorosa oportunidade. Dentre eles, os amig@s do Twitter que me socorreram em apuros ao longo do trabalho: @marceloalbagli, @ivann67, @terezaratts, @maragitado e @pomeu.

Se não foi o melhor agosto de minha vida, foi o melhor que já produzi até hoje!

6 comentários:

mosaicosocial disse...

Querida #mestra, #editora, #amigadesdecriancinha, #twiga #tudodebom #salve-salve,

Como já te disse, no Skype, fiquei emocionada! Foi uma honra, um privilégio, uma tesão incrível, desde o começo, o primeiro dos oito fóruns que absorvi como esponja. Que delícia de trabalho, que dupla, sintonia fina, lembrou velhos tempos de fechamento, loucura. Valeu, está valendo e que valha sempre! Amei!

Como te envei ontem, em síntese:

Ao longo da história, o homem vem se distanciando de valores que poderiam – numa Cultura de Paz – evitar que estivéssemos, nesta década discutindo nossa sobrevivência, bem como a do Planeta. Mesmo sendo nosso cérebro (69º) uma rede neural bem distribuída, com fluxos de informação funcionando de forma a que pudéssemos, a esta altura, usá-lo numa capacidade muito maior do que apenas os 10% conhecidos (75º), não conseguimos evitar a violência deflagrada com as doenças sociais históricas (52º).

Segregamos as mulheres do pensamento
filosófico, (61º), acabamos com civilizações inteiras, senão tornando-as clandestinas em seus próprios habitats (25º) doentes e deprimidas. Gandhi, como outros na história (60º), estão entre vários de nós que, sozinhos ou em comunidades, vêm fazendo a diferença (70º). Tudo é válido para que vençamos o imbroglio criado pelo consumo desenfreado, do qual nos tornamos ... escravos. (66º).

Vou aguardar #superansiosa o dia 9 de novembro, mesmo tendo sido redsponsável pela vírgula deste Universo que me foi tão importante para abrir a cabeça em possibilidades nunca pensadas e tão urgentes de ... mudança!

Muito obrigada pela oportunidade, pela cumplicidade, pela relação honesta, ganha-ganha, pelos diálogos deliciosos no Skype, risos e choros, dúvidas e certezas. Foram os dias mais intensos e bem vividos de trabalho que tive nos últimos anos. Como o #twitter é ma-ra-vi-lho-so! Como o #botequimtuitajoaquim é o meu bar! Saúde, Bete! Sucesso!


mosaicosocial disse...

Querida #mestra, #editora, #amigadesdecriancinha, #twiga #tudodebom #salve-salve,

Como já te disse, no Skype, fiquei emocionada! Foi uma honra, um privilégio, uma tesão incrível, desde o começo, o primeiro dos oito fóruns que absorvi como esponja. Que delícia de trabalho, que dupla, sintonia fina, lembrou velhos tempos de fechamento, loucura. Valeu, está valendo e que valha sempre! Amei!

Como te envei ontem, em síntese:

Ao longo da história, o homem vem se distanciando de valores que poderiam – numa Cultura de Paz – evitar que estivéssemos, nesta década discutindo nossa sobrevivência, bem como a do Planeta. Mesmo sendo nosso cérebro (69º) uma rede neural bem distribuída, com fluxos de informação funcionando de forma a que pudéssemos, a esta altura, usá-lo numa capacidade muito maior do que apenas os 10% conhecidos (75º), não conseguimos evitar a violência deflagrada com as doenças sociais históricas (52º).

Segregamos as mulheres do pensamento
filosófico, (61º), acabamos com civilizações inteiras, senão tornando-as clandestinas em seus próprios habitats (25º) doentes e deprimidas. Gandhi, como outros na história (60º), estão entre vários de nós que, sozinhos ou em comunidades, vêm fazendo a diferença (70º). Tudo é válido para que vençamos o imbroglio criado pelo consumo desenfreado, do qual nos tornamos ... escravos. (66º).

Vou aguardar #superansiosa o dia 9 de novembro, mesmo tendo sido redsponsável pela vírgula deste Universo que me foi tão importante para abrir a cabeça em possibilidades nunca pensadas e tão urgentes de ... mudança!

Muito obrigada pela oportunidade, pela cumplicidade, pela relação honesta, ganha-ganha, pelos diálogos deliciosos no Skype, risos e choros, dúvidas e certezas. Foram os dias mais intensos e bem vividos de trabalho que tive nos últimos anos. Como o #twitter é ma-ra-vi-lho-so! Como o #botequimtuitajoaquim é o meu bar! Saúde, Bete! Sucesso!


Nelson Correa disse...

Elisabete,

Fiz nada, que isso, mas fico feliz se realmente pude dar um pinguinho de contribuição. Sucesso!

Grande abraço,
Nelson (@pomeu)


gelci disse...

Parabéns amiga, fico muito feliz com o sucesso de uma pessoa lutadora.
Teu trabalho merece continuação, faça isso para o bem da literatura.
Paz ao teu coração e seja feliz!


Ivann67 disse...

Querida,tudo bem?Foi ótimo trabalhar com você,estou sempre aqui quando vc precisar.Um beijo,Ivan


caedelucca disse...

Massa!!!

Vc eh soda!!

BJbjjjj!!


Postar um comentário

 
© 2009 - Soma.CP Comunicação | Communication | Comunicación | Free Blogger Template designed by Choen

Home | Top